História e conceito do projecto

“Alentejo Sculpture Park – Maria Leal da Costa – Parque de Esculturas de Marvão”

O "Alentejo Sculpture Park – Maria Leal da Costa – Parque de Esculturas de Marvão" é um destino de arte que oferece a possibilidade de realização de visitas guiadas e a participação em programas temáticos.
O projecto nasce na sequência de um percurso, com cerca de 20 anos, que se inicia com o desenvolvimento da unidade de alojamento “Quinta do Barrieiro”, a qual baseou as suas estratégias em dois pilares identitários: o seu natural enquadramento paisagístico e a actividade artística de Maria Leal da Costa.
Em 2010, a actividade da Quinta do Barrieiro foi reconhecida publicamente, pela Entidade de Turismo do Alentejo, com o prémio “Qualificação da Oferta”, realçando 'a forma significativa como a Quinta do Barrieiro contribuiu para a qualificação da oferta e para o reforço da atractividade do destino Alentejo'.

A empresa QB Art, promotora do projecto “Alentejo Sculpture Park – Maria Leal da Costa – Parque de Esculturas de Marvão”, pretende dar continuidade a este reconhecimento, envolvendo vários actores locais, nacionais e internacionais de diferentes sectores de actividade, como empresas de turismo, indústrias culturais, entidades públicas, fundações, associações e instituições de ensino, criando sinergias e promovendo as potencialidades endógenas capazes de catalisar, para o território, desenvolvimento cultural e económico, numa óptica de protecção da natureza.

O Projecto “Alentejo Sculpture Park – Maria Leal da Costa – Parque de Esculturas de Marvão” desenvolve-se em três parcelas bem definida da quinta do Barrieiro, três sectores inter-relacionados onde a arte e a natureza estão sempre presentes.

Passeio A - Esculturas na Paisagem
Os participantes são desafiados para uma visita guiada pelos caminhos da quinta, num espaço onde natureza e arte se conjugam na perfeição. Nesta zona, na qual se situam várias nascentes de água e um lago, estão expostas esculturas pertencente à colecção privada de Maria Leal da Costa, de sua autoria e de outros escultores. As obras criadas pela mão humana registam as mutações da natureza, guardando o registo da passagem do tempo e dos ciclos naturais.

Passeio B - Pontos de Partida
Um passeio criado com base num projecto de Land-Art, da autoria de Maria Leal da Costa. Em cerca de 2 hectares, 4 momentos de paragem, 4 estações de meditação oferecem ao visitante a possibilidade de uma viagem de descoberta e auto-conhecimento. A caminhada faz-se no sentido ascensional, apelando ao progressivo despojamento do individual e ao mergulho na contemplação profunda suscitada pela aliança de escultura, paisagem e poesia (aportada pelos textos de Carlos Baptista e Maria Helena Marques).

QB Art - Galeria
Denominação de dois espaços de exposição, um interior e outro exterior, com o intuito de promover comercialmente obras de Maria Leal da Costa e de outros artistas convidados. A marca QB Art foi criada tendo em vista disponibilizar programas de visitação e recepção de grupos e desenvolver actividades de animação ambiental, cultural e lúdica. Neste âmbito, incluem-se a realização de oficinas, ateliers e retiros de artes plásticas, edição de livros, vídeos e materiais pedagógicos bem como o desenvolvimento de uma linha de merchandising própria e a presença regular em feiras de arte nacionais e internacionais.